DESÂNIMO

UMA REFLEXÃO PARA OS PAIS DESANIMADOS:

              “Deus virou para um homem que estava muito desanimado e disse-lhe: “Meu filho, tenho uma missão para você. Sabe aquela pedra enorme que está perto da sua casa? Quero que a empurre sem parar, faça chuva ou faça sol não pare de empurrá-la, empurre-a com toda tua força e toda a tua vontade.” E o homem respondeu: sim Senhor eu farei o que me pede. E mesmo sem entender, o homem resolveu obedecer. Dia a dia ele pelejava empurrando a pedra com toda a sua força, mas ela não se mexia. E cada noite, retornava para a sua casa aborrecido, sentido que seu esforço era em vão. Percebendo o desânimo do homem, o inimigo decidiu entrar em cena colocando pensamentos negativos em sua mente desgastada tentando desanimá-lo para que desistisse da missão que Deus tinha confiado a Ele, e disse: “Você tem empurrado essa pedra por tanto tempo, e ela ainda não se moveu. Não acha melhor desistir? Deixe essa tarefa para outro.” Esses pensamentos minavam o seu espírito e davam-lhe a impressão de era um fracassado. Pensando em desistir, elevou seus pensamentos em oração e disse: – “Senhor, tenho trabalhado duro fazendo exatamente aquilo que o Senhor me mandou, entretanto, após todo esse tempo não consegui mover a pedra nem por um milímetro. O que está errado? Porque tenho falhado? O Senhor, em sua infinita misericórdia e conhecendo a aflição que tomava conta daquele coração, respondeu-lhe: – “Meu filho, quando eu lhe disse que tinha uma missão para você, você aceitou, expliquei-lhe que o seu trabalho seria empurrar a pedra todos os dias, e é o que você tem feito. Eu nunca lhe ordenei que a movesse. Porque você pensa que falhou? Olhe para os seus braços, suas mãos e pernas e veja como estão fortes e firmes. Todos esses atributos lhe fazem melhor do que antes, você está mais forte, observe que o seu chamado foi para empurrar a pedra exercitando sua força e confiança na minha Palavra. Você fez exatamente o que lhe pedi e quando chegar a hora, Eu mesmo moverei a pedra”

Quantas vezes, como pais, sentimos que tudo o que fazemos é em vão?… Será que vai aprender um dia? Será que estou certa? Será que vale a pena? Será que é necessário tanto esforço e dedicação? Será que alguém vai reconhecer o que estou fazendo?

Continue reading →

Como fica nosso relacionamento com Deus depois dos filhos?

orando

Depois que temos filhos entendemos o porque todos dizem que tudo na vida da gente muda… E como muda! Além do casamento mudar, da relação com o parceiro ficar diferente, dos programas de final de semana serem mais caseiros, dos lugares que frequentávamos saírem da lista, (escolho qual restaurante ir dependendo do espaço que tem para crianças), da relação com os pais da gente ficar diferente…Nossa, é tanta coisa que da pra escrever um livro sobre, hahaha…

Uma coisa que me incomodava a um tempo atras era o meu aproveitamento nas reuniões, na igreja, em algum lugar que eu precisava levar elas e rezar ao mesmo tempo. Ficava imaginando se estava pecando por não estar prestando atenção no que estava acontecendo. E sei que não acontece só comigo. Sou muito detalhista e não consigo fazer meu cérebro conciliar um choro com uma homilia. Quando preciso estudar, por exemplo, preciso de um ambiente silencioso. Mas já evolui bastante, consigo ler um livro e entender a historia mesmo na sala com as meninas assistindo TV ( afinal, preciso mostrar meu prazer pela leitura e deixar elas escolherem o que fazer).

Hoje não são mais os choros que atrapalham. Por varias vezes precisei responder a perguntas que surgiam, principalmente na hora da homilia, da consagração e na hora da comunhão. Algumas são dúvidas novas, outras já respondidas…enfim, no momento que preciso de concentração, de meditação, fico respondendo a questionários.

Continue reading →