Resenha: Quem me roubou de mim?-Padre Fábio de Melo

Sou suspeita a falar bem deste livro, sou fã da maneira que este Padre fala de Deus de uma forma tão leve e despretensiosa. Tem muita sabedoria,  não poupa palavras bonitas e difíceis no seu livro. O começo é um pouco complicado, mas depois flui.

É um livro que nos leva a refletir nossas relações e a maneira que vivemos. Cita vários exemplos de como podemos sequestrar e ser sequestrados subjetivamente, vou comentar os que mais me impressionou. São 213 paginas, em menos de um mês eu consegui finalizar (mesmo com minha rotina de mãe e empreendedora). Suas folhas são amarelas, melhor assim pra ler, e este é a 12ª reimpressão.

Não há nenhuma forma apelativa para o catolicismo, já que é um Padre que escreve, é um livro para todas as religiões. O contexto aqui é outro.

Vamos ao livro… sequestro da subjetividade nas palavras do próprio autor:” um vinculo que mina nossa capacidade de ser quem somos, de pensar por nós mesmos, de exercer nossa autonomia, de tomar decisões e exercer nossa liberdade de escolha. Roubar nossa subjetividade é tirar o direito de administrar a própria vida”.

Continue reading →