QUANTA MALDADE E CRUELDADE TEM ACONTECIDO COM NOSSAS CRIANÇAS

 

Desde que eu era pequena as notícias em jornais ou os filmes em que crianças eram maltratadas me abalavam muito. Eu perdia o sono, tinha pesadelos, ficava muito, mas muito triste. Fazia planos na minha cabeça para salvar as crianças do mundo. Talvez por ter que cuidar de outras crianças em nossa comunidade onde auxiliávamos nossa mãe na Pastoral da Criança em dias de pesagem, acompanhando o desenvolvimento de muitas crianças carentes, ou deve ter nascido comigo, não sei ao certo. Ai veio a adoção do nosso irmão caçula. Pra mim era o começo de nossa ajuda para salvar o mundo…

Era pequena e lembro da minha mãe falando que algumas das cenas´que via na TV era de mentira, não queria que eu ficasse pensando naquelas cenas. Um exemplo muito marcante para mim foi a foto que Kevin Carter (um jornalista que capturou imagens de momentos icônicos na história da Africa do Sul como massacres e confrontos entre os governos da época – se suicidou dois meses após ganhar um prêmio por esta foto) tirou em 1994 de um menino com um abutre atrás (eu tinha 10 anos):

NUNCA MAIS ESQUECI DESTA FOTO, FUI CRESCENDO E VENDO QUE TUDO ERA DE VERDADE…

Depois da maternidade tudo intensificou. Nós mães sentimos uma dor imensurável, a sensibilidade é imensa quando se trata de crianças. Como pode isso? Acredito que aconteça com a maioria das mães. Estou certa?

É muita fragilidade, é muita responsabilidade, é muito amor, é muita renuncia, muita entrega, muitas noites sem dormir, muitas preocupações, muitas alegrias, muitas papinhas, muita inocência… Me digam, como não se comover com tantos acontecimentos trágicos com crianças tão próximos de nós?

Evito ao máximo ler jornais, assistir noticiários, ver vídeos, Facebook… mas as noticias chegam até mim. Leio uma mensagem no WhatsApp, um pedido de oração…não tem como fugir dos acontecimentos, amigos e familiares comentam sobre esses assuntos. São guerras onde as primeiras a serem prejudicadas são as crianças, fome, abandono, miséria, drogas, abusos, foi a tragédia na creche em Janaúba , são amostras culturais que promovem a pedofilia e pornografia, criança morre em Umuarama depois de ser violentada, cuidadoras em escolas e creches que maltratam as crianças, câncer e outras doenças em crianças tão pequenas, algumas já nascem com doenças, síndromes…

Nos perguntamos: Por que com crianças Senhor? Elas são inocentes, são anjos! Por que muitas vezes quem faz mal está tão próximo? Por que não as livra de tantas tragédias? Sei que parece muito difícil de entender.

Acredito que Deus é bom e que não quer nosso mal. Nosso futuro depende, em grande parte, de nossas escolhas. Em vez de nos obrigar a fazer o que diz Ele faz um apelo:

“Oh! Se tão somente prestasses atenção aos meus mandamentos! A tua paz se tornaria então como um rio” Isaias 48,18

Ele nos deu o livre-arbítrio. Somos nos que colhemos os resultados de nossas atitudes.

 

POR QUE AS CRIANÇAS INOCENTES SOFREM NESTE MUNDO?

Não é preciso inventar teorias complicadas para explicar o sofrimento; nem mesmo culpar a Deus por erros que são nossos.

Deus não interfere no sofrimento da criança a todo instante, fazendo milagres para impedir o mal, para não destruir a ordem natural que Ele mesmo criou. Deus não quis fazer o homem e o mundo como um teatro de marionetes, teleguiado por Ele. Ele impôs leis que regulam a vida e a natureza.

Em consequência do pecado, o sofrimento e a morte fazem parte da história de todos os homens, inocentes ou pecadores. Muitas vezes, um inocente morre por causa de um pecador. Os acidentes das estradas comprovam isso todos os dias; e ninguém pode culpar Deus, mas sim aos verdadeiros culpados, que são os maus.

São Paulo ensina que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6,23); e esta pode atingir a todos, inocentes e culpados, porque a humanidade é solidária, é unida. Cada pecado atinge todos os homens; assim como cada ato bom também os atinge.

A fé ensina que Deus Pai, pelo sofrimento redentor de Jesus, resgatará todo sofrimento da criança inocente e fará cada uma ressuscitar um dia com Cristo.

Não devemos esquecer que os primeiros mártires da Igreja são os inocentes que morreram pelas mãos de Herodes, em Belém (Jeremias 31,15). Hoje, são santos mártires da Igreja. O seu sofrimento não foi em vão. Não podemos olhar os fatos só com os olhos deste mundo; é preciso vê-los à luz da fé. A Paixão e Morte de Jesus resgatou o mundo.

É preciso ter uma fé muito grande para aceitar esta verdade. É preciso fazer o exercício da oração, estar próximo de Deus, conhecer mais suas obras, ler a bíblia, espalhar o bem. Eu acredito nas pessoas boas, acredito que juntos podemos fazer a diferença e que cada boa ação por menor que seja pode mudar a realidade de alguém. Precisamos cuidar de nossas crianças.  Nós mães devemos intensificar nossas orações pedindo a Jesus proteção para as crianças… Devemos abençoar nossos filhos todos os dias, entregá-los no colo de Jesus, e pedir a bênção de Deus, proteção e luz para que os nossos filhos possam crescer em estatura, sabedoria e fé… Vamos rezar incessantemente pedindo a misericórdia de Deus. Que nossos filhos possam se espelhar em nossos atos de fé , amor e esperança e isso os sustente na caminhada de suas vidas, pois não estaremos eternamente só ao lado de cada um deles, porém nossas atitudes de santidade, dignidade e fé haverão de sustentar e conduzir seus passos por todos os caminhos que venham eles ainda a trilharem.

ORAÇÃO PARA OS FILHOS

De Vossas mãos os recebi como a dádiva mais preciosa e cara que me podíeis ter dado e que a Vossa bondade conserva e mantém em meu poder. 
Consagrando-me devotamente ao Vosso serviço e amor, eu Vo-los consagro também, para que sempre Vos sirvam e sobre todas as coisas Vos amem. 
Abençoai-os, Senhor, enquanto eu, por minha vez, igualmente os abençôo em Vosso sacratíssimo nome.
Não permitais que, por negligência de minha parte, venham eles a desertar um dia do caminho da virtude e do bem. 
Velai por mim, para que eu possa por eles velar, educando-os no Vosso santo temor, em harmonia com os ditames de Vossa lei. 
Fazei-os dóceis, obedientes, inimigos do pecado, para que nunca Vos ofendam, como eu tanto e tanto Vos tenho ofendido. 
Colocai-os, Senhor de bondade, sob a maternal proteção de Maria Santíssima, Vossa Divina Mãe e nosso incomparável modelo, para que possam guardar sempre ilibado o formoso lírio da pureza que tanto amais. 
Afastai deles as doenças, a pobreza e as riquezas perigosas. 
Livrai-os, Senhor, de todas as desgraças e perigos da alma e do corpo e concedei-lhes todas aquelas graças que eu não sei pedir, mas que lhes são precisas para que sejam bons filhos e que busquem o reino do céu. 
Fazei, finalmente, meu Deus, que com todos os meus filhos possa eu desfrutar, no seio do paraíso, a doce e eterna ventura que destinais aos Vossos eleitos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Amém!

 

Deixe uma resposta