10 ATITUDES SAUDÁVEIS PARA 2016 COMO PAIS

PLANO DE AÇÃO PARA UMA MUDANÇA DE ATITUDES PARA 2016

Quando fazemos uma lista para o ano novo, pensamos muito nos bens materiais que queremos ter, no que precisamos fisicamente para sobreviver e nos divertir. Acredito que como pais precisamos de algo a mais para nossas vidas. Nossa essência esta nos ensinamentos que transmitimos para nossos filhos. Isto definirá muito do que ele se tornara no futuro, para isto é muito importante analisar o que é preciso mudar, acrescentar ou eliminar em nossos atos pois, nossas atitudes serão seguidas e uma coisa é certa, em muitas vezes o que a gente faz de errado é o que se aprende mais rápido.

Sempre antes de dormir, aproveito para conversar com a Elisa, pergunto o que fez do dia que ela gostou, o que a deixou triste, com a Manu conversamos sozinhas em outros momentos. Ela fez umas observações sobre mim que me fizeram refletir bastante. Ela é muito sincera e muito verdadeira. Fiquei imaginando como estava fazendo mal a elas e como poderia afetar suas vidas futuramente.

Se a relação que temos com nossos filhos é profunda, tem diálogo, se com apenas um olhar conseguimos identificar que tem algo errado então estamos próximos deles. Se não analisarmos as atitudes como um todo, então estaremos apenas criando crianças, dando só o básico para sobreviverem, transformando elas em robôs que poderão ser ouvidas e entendidas por pessoas de fora, que muitas vezes não são pessoas com boas intenções.

Então para este ano novinho que está começando, pensei em algo em que eu pudesse me empenhar e melhorar como mãe,  a lista ficou assim (vou postar la no Insta/Face um item deste por domingo):

10 ATITUDES SAUDÁVEIS:

  1. Cumprir com a palavra – (o exemplo começa dos pais, por isso, pais íntegros geram filhos íntegros, tanto em público quanto na vida privada. Se você deu a sua palavra, honre. Cumpra com as suas obrigações, faça o que é certo fazer.)
  2. Ser mais divertida – (É importante que o casal ensine os filhos a se divertirem em família, criando laços afetivos e construindo valores. Com isso, a vida se torna mais leve, apesar dos desafios, e os filhos aprendem a valorizar a companhia dos pais);
  3. Não gritar – (Porque gritar fecha a comunicação, corta o laço. Leva as pessoas a se distanciarem, em vez de se aproximarem. Por estarmos sempre ocupados e cheios de trabalhos para fazer perdemos a calma e um simples atraso para se arrumar, um suco derrubado ou algo que avisamos para não mexer e foi mexido já nos deixa irados, perder o controle e soltar um berro parece algo necessário, mas não é! Treinamento intensivo para eliminar este habito urgente!)
  4. Ser mais responsável – (Lembre-se que o bem-estar da família é sua responsabilidade. Atenda as necessidades dela, compreenda que você tem a função de manter a vida no seu lar. Se você falhar nessa tarefa, todos perecerão. Os vícios, as traições e muitos outros problemas tomarão conta da sua família. Não deixe isso acontecer);
  5. Demonstrar respeito pelo cônjuge – (Ensine para os filhos o quanto é importante cuidar do casamento por meio do seu exemplo. Não desvalorize a pessoa que ajudou você a construir uma família. É importante que os filhos percebam que há respeito no relacionamento dos pais, porque no futuro desejarão seguir esse exemplo. Muitos pais brigam com frequência na frente dos filhos, gerando emoções ruins, e isso terá reflexo no futuro);
  6. Demonstrar ser justa dentro de casa – (Saiba perdoar aos filhos e peça perdão quando estiver errado. As palavras e as experiências ruins podem deixar marcas para o resto da vida. Muitas famílias nos dias de hoje estão cobertas pela mágoa, pelo rancor e assim o mal tem se fortalecido nos lares);
  7. Orar mais pelas minhas filhas – (Os filhos seguirão os exemplos dos pais, por isso se os pais os educarem desde pequenos, no futuro eles também se tornarão bons exemplos. Como está escrito na Bíblia: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”Provérbios 22.6)
  8. Ser mais carinhosa – ( É preciso haver uma interação física com a criança também durante as brincadeiras. E fazer brincadeiras com interação mais pessoal – ficar somente no computador e no videogame não é uma solução. A criança precisa de afeto, de abraços de beijinhos, de ser ouvida com atenção. É preciso ser menos general, conversar olhando nos olhos)
  9. Ajudar a expressar melhor os sentimentos – (Antes de se irritar porque a criança se comportou mal, tente entender o que esta causando este comportamento. Um dos maiores motivos para que elas desobedeçam é que elas não encontram outra maneira de demonstrar seus sentimentos. Quando notar que seu filho esta batendo em outra criança porque ele destruiu seu castelinho de areia, ensine-o que ele não deve bater no amigo e sim dizer: eu estou muito bravo com você)
  10. Brincar mais – ( A brincadeira estreita os laços, nos revela seus sentimentos, suas emoções, os filhos sentem que são importantes. É muito importante brincar, seja construindo castelos com peças de montar, com areia, seja de bonecas, carrinhos, bola, de dentista, de pipa, de mamãe e filhinha, quebra cabeça, adivinhações, de dançar, de cantar…)

Isto não é uma lista de como ser perfeito, mas de como podemos melhorar e ensinar nossos filhos a serem felizes e assim teremos o dobro de felicidade.

Uma boa dica para você construir sua lista para este novo ano é: pergunte para seu filho. Faça assim: se você encontrasse um gênio da lampada magica e tivesse 5 (ou mais) pedidos para fazer, com relação a seus pais, o que pediria para mudar? A resposta pode te surpreender!

Depois nos conte como ficou sua lista… e boa primeira segundona de 2016!

DSCF9162